Exercícios de Preparação para o Exame Nacional de Economia – Questões de Exame Nacional: Unidade 5 – Procura e Oferta

Questões de Exame Nacional – Economia A
1. Segundo a lei da oferta…
A. … a quantidade oferecida de um bem aumenta quando o seu preço diminui.
B. … o preço de um bem aumenta quando a quantidade oferecida desse bem aumenta.
C. … a quantidade oferecida de um bem aumenta quando o seu preço aumenta.
D. … o preço de um bem aumenta quando a quantidade oferecida desse bem diminui.

2. A figura que se segue apresenta as curvas da procura e da oferta do bem X, num mercado
de concorrência perfeita. Da análise da figura pode concluir-se que…

A. … o preço de equilíbrio de mercado é p1.
B. … o equilíbrio de mercado estabelece-se a um preço inferior a p1.
C. … a quantidade procurada supera a quantidade oferecida ao preço p1.
D. … as empresas só atingem os seus objectivos de lucro ao preço p1.

3. Um mercado de monopólio caracteriza-se pela existência de…
A. … muitos vendedores e alguns compradores.
B. … alguns vendedores e um comprador.
C. … muitos vendedores e um comprador.
D. … um vendedor e muitos compradores.

[…]

Aqui estão apenas as três primeiras questões de exame, no Scribd podem consultar e guardar a ficha completa com todas as questões (doze no total) e as respectivas soluções.

Exercícios de Preparação para o Exame Nacional de Filosofia: Ação Humana, Determinismo Moderado, Determinismo Radical e Libertismo

Grupo I

1 – Considere as afirmações seguintes.
1. Todas as ações são acontecimentos.
2. Se uma ação tem consequências que o agente não previu, então não é intencional.

É correto afirmar que:

(A) 1 e 2 são verdadeiras.
(B) 1 é falsa e 2 é verdadeira.
(C) 1 e 2 são falsas.
(D) 1 é verdadeira e 2 é falsa.

2 – Considere as afirmações seguintes.
1. Até aos 18 anos, os nossos pais respondem por nós e não somos livres.
2. As nossas escolhas são livres, ainda que estejam submetidas à causalidade natural.
3. As ditaduras caracterizam-se por suprimirem as liberdades fundamentais dos cidadãos.
4. No Universo, tudo está determinado e a liberdade é uma ilusão.

Quais são as afirmações que apresentam respostas ao problema do livre-arbítrio?

(A) 2 e 4.
(B) 1 e 3.
(C) 3 e 4.
(D) 1 e 2.

3 – Em qual das seguintes opções é referida, de forma inequívoca, uma ação?

(A) Um mosquito picou a Mariana.
(B) A Mariana foi picada por um mosquito.
(C) O Rui esqueceu-se de tirar o boné da cabeça.
(D) A professora mandou o Rui tirar o boné.

[…]

Aqui estão apenas as três primeiras questões de exame, no Scribd podem consultar e guardar a ficha completa com todas as questões (sete no total) e as respectivas soluções.

Exercícios de Preparação para o Exame Nacional de Filosofia: Indutivismo, Popper, Kuhn

Questões de Exame Nacional de Filosofia

Grupo I

1 – O conhecimento vulgar distingue-se do conhecimento científico porque:

(A) o primeiro usa uma linguagem rigorosa e o segundo usa uma linguagem simples, que se adapta ao imediato.
(B) o primeiro tem por base a experiência do quotidiano e o segundo tem por base a observação rigorosa dos fenómenos.
(C) o primeiro exprime os seus resultados em termos quantitativos e o segundo descreve os fenómenos qualitativamente.
(D) o primeiro tem um valor predominantemente teórico e o segundo tem um valor eminentemente prático.

2 – O conhecimento científico caracteriza-se, entre outros aspetos, por ser:

(A) metódico e subjetivo.
(B) qualitativo e assistemático.
(C) metódico e explicativo.
(D) verdadeiro e definitivo.

3 – Considere os seguintes enunciados relativos à posição de Karl Popper acerca da natureza das teorias científicas.

1. As teorias científicas são refutáveis e conjeturais.
2. A função da experiência consiste em verificar ou em confirmar as teorias científicas.
3. As teorias científicas surgem, por indução, a partir de factos e de observações simples.
4. O critério de cientificidade de uma teoria é a sua falsificabilidade.

Deve afirmar-se que

(A) 1, 2 e 3 são corretos; 4 é incorreto.
(B) 1 e 4 são corretos; 2 e 3 são incorretos.
(C) 2 e 3 são corretos; 1 e 4 são incorretos.
(D) 3 é correto; 1, 2 e 4 são incorretos.

[…]

Aqui estão apenas as três primeiras questões de exame, no Scribd podem consultar e guardar a ficha completa com todas as questões (oito no total) e as respectivas soluções.

Exame Nacional de Geografia 2019 – Zona Económica Exclusiva

1. Na expedição científica para a conservação marinha Oceano Azul, realizada em 2018, foi descoberto, a 60 milhas náuticas da ilha do Faial, nos Açores, um novo campo hidrotermal, a 570 metros de profundidade.
A expedição insere-se no Programa Bioeconomia Azul, que visa envolver instituições, empresas, startups, entre outros parceiros, na promoção da investigação e no desenvolvimento de uma economia sustentável ligada aos oceanos, nomeadamente, na área dos biomateriais.
Fonte: www.gulbenkian.pt (consultado em outubro de 2018). (Texto adaptado)

1.1. O valor da latitude da ilha do Faial, de acordo com a Figura 1, está compreendido entre
(A) os 35º O e os 40º O.
(B) os 35º N e os 40º N.
(C) os 25º O e os 30º O.
(D) os 25º N e os 30º N.

1.2. Na Figura 1, está assinalada a plataforma continental, cujo limite corresponde à
(A) distância de 100 km a partir da linha de base.
(B) distância de 200 km a partir da linha de base.
(C) profundidade de 100 metros.
(D) profundidade de 200 metros.

1.3. A Proposta de Extensão da Plataforma Continental, apresentada pelo governo português à ONU em
2009, observada na Figura 1, aumenta a possibilidade de Portugal aceder a recursos
(A) hidrotermais no fundo do oceano, na ZEE contígua à costa de Portugal continental.
(B) piscatórios além das 200 milhas náuticas da ZEE portuguesa.
(C) polimetálicos no fundo do oceano, além da ZEE portuguesa.
(D) energéticos na ZEE circundante às Regiões Autónomas de Portugal.

[…]

Aqui estão apenas as três primeiras questões do exame, no Scribd podem consultar e guardar a ficha completa com todas as questões (cinco no total) e as respectivas soluções.

Exame Nacional de Economia – Unidade 2

1. Em 2014, a Ana gastou 5000 euros em despesas de alimentação e 20 000 euros nas restantes despesas de consumo, não tendo efetuado qualquer poupança. Em 2015, o rendimento disponível da Ana aumentou 10%, em termos nominais, e a sua poupança manteve-se nula. De acordo com a lei de Engel, será de esperar que, em 2015, a Ana tenha gastado

(A) 20% do seu rendimento disponível em despesas de alimentação.
(B) 75% do seu rendimento disponível em despesas de consumo não alimentares.
(C) mais de 25% do seu rendimento disponível em despesas de alimentação.
(D) mais de 80% do seu rendimento disponível em despesas de consumo não alimentares.

2. Considera-se que existe um consumo final quando os bens são

(A) incorporados pelos produtores no processo produtivo de bens essenciais.
(B) utilizados pelas famílias na satisfação das suas necessidades.
(C) incorporados pelas indústrias no processo produtivo de bens duradouros.
(D) utilizados pelas empresas ao longo de vários ciclos produtivos.

3. A vigilância das águas territoriais portuguesas, efetuada pela Marinha Portuguesa, com o objetivo de garantir a segurança dos cidadãos residentes, satisfaz uma necessidade

(A) intermédia.
(B) terciária.
(C) coletiva.
(D) individual.

[…]

Aqui estão apenas as três primeiras questões do exame, no Scribd podem consultar e guardar a ficha completa com todas as questões (sete no total) e as respectivas soluções.

Geografia 7.º Ano – Grandes formas do relevo terrestre

Grandes formas do relevo terrestre:

– Os montes Apalaches (E.U.A.);
– A cordilheira dos Himalaias (Ásia);
– A cordilheira dos Andes (América do Sul);
– Sierra Madre (México);
– Pirenéus (Europa);
– Alpes (Europa);
– Montes Urais (Fronteira Europa – Ásia);
– Planalto do Decão (Índia);
– Planalto de Etiópia (Etiópia);
– Planície Australiana (Austrália);
– Planície Siberiana (Rússia);
– Planície Central Europeia (Europa);
– Planície do Mississípi (E.U.A.);
– Planície Amazónica (América do Sul);
– Planície da China (China);
– Planície do Paraná (América do Sul);
– Os montes Atlas (Norte de África – Marrocos).


Legenda: Grandes formas do relevo terrestre

Visitantes e dados curiosos


Fonte: StatCounter

Este é o quarto ano que o blogue está online e a cada ano que passa o número de visitantes tem aumentando consideravelmente. Quando comecei, em 2017, nunca esperei que em 2019 conseguisse 444054 page views (páginas consultadas) e 284566 unique visitors (número de visitantes). Estes valores só foram atingidos graças a vocês, por isso o meu muito obrigado!

Um abraço a todos,
Hugo Patrício

Nota: em 2020 é para superar estes valores, por isso fiquem atentos a novidades! E agora, podem também segui-nos no Instagram.

Notícias – Jovens activistas do clima convidam Greta Thunberg a vir a Portugal

Grupo português pede ajuda a Greta Thunberg para alertar os políticos portugueses sobre o risco ambiental de construir um aeroporto no Montijo, e outros problemas nacionais causados pela poluição e o aquecimento global.
Os jovens portugueses que participam no movimento Greve Climática Estudantil querem a activista adolescente Greta Thunberg em Portugal e enviaram uma carta aberta a convidá-la. Parte do objectivo é ajudar o grupo a alertar os políticos portugueses sobre o perigo de decisões como a construção de um novo aeroporto no Montijo e o desaparecimento de árvores no sul do país devido às mudanças climáticas.
Como Thunberg vai estar em Madrid entre 2 e 13 de Dezembro para a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2019 (COP25), a ideia é que a jovem faça um desvio por Portugal alguns dias antes.

Notícia completa: Greta Thunberg – Portugal

Fonte: Público, consultado a 10 de novembro de 2019.

Geografia 7.º Ano – Principais formas de relevo

Principais formas de relevo:

– Montanha:
forma de relevo de grande altitude, normalmente superior a 1000 metros, com declives acentuados.
Exemplos: Montanhas Rochosas, no continente americano; Montanhas do Cáucaso, no continente europeu; Quilimanjaro, no continente africano, Himalaias, no continente asiático.

– Planalto:
forma de relevo com altitudes superiores a 100 metros, em relação à área circundante, com o topo aplanado, muitas vezes rodeada por vertentes íngremes.
Exemplos: Planalto Central da Rússia, no continente europeu; Planalto do Tibete, no continente asiático.

– Colina:
pequena elevação de cume mais ou menos arredondado e de vertentes pouco íngremes, geralmente inferiores a 400 metros.
Exemplos: Colina Escocesa, no continente europeu.

– Planície:
forma de relevo geralmente extensa, com altitudes médias inferiores a 300 metros tendo, por isso, uma aparência plana com suaves ondulações.
Exemplos: Grandes Planícies, no continente americano; Planície Húngara, no continente europeu; Planície Amazónica, no continente americano (América do Sul).

– Vale:
forma de relevo resultante da junção de duas vertentes, com uma altitude inferior à das áreas envolventes.
Exemplos: Vale do Douro, no continente europeu.

Notícias: Ecocídio, o novo crime da Era Global

O que é o Ecocídio?

– Destruição metódica de um ecossistema ou de uma comunidade vegetal ou animal. (Fonte: Priberam)

– Consiste na extensa danificação, destruição ou perda de ecossistemas de um determinado território, devido à ação humana ou a outras causas, a tal ponto que o usufruto desse território por parte dos habitantes locais tenha sido ou venha a ser severamente diminuído.” (Fonte: Visão)

– 10 exemplos de Ecocídio:

AREIAS BETUMINOSAS DE ALBERTA, CANADÁ: a 3.ª maior reserva de areias betuminosas do mundo produz 1,9 milhões de barris de petróleo/dia. É o maior projeto de produção de energia na Terra e o mais destrutivo. A expandir-se ao ritmo atual destruirá uma área de floresta boreal e de turfeiras equivalente ao tamanho de Inglaterra.

FRATURAÇÃO HIDRÁULICA: processo usado na extração de gás de xisto, em voga nos Estados Unidos da América. É uma mistura de água, areias e dezenas de produtos químicos, alguns cancerígenos, inserida nos furos que rebentam a rocha, de modo a libertar o gás e a enviá-lo para a superfície. Contamina poços de água e lençóis freáticos.

MORTE DE ABELHAS: a aplicação de um tipo de pesticidas, os neonicotinóides, produzidos pelas multinacionais Bayer e Syngenta, está a levar à morte de milhões de abelhas, todos os anos. Síndroma do Colapso das Colónias é o nome da doença que leva estes insetos a abandonarem as colmeias, as larvas e a comida.

FUKUSHIMA: a 11 de Março de 2011, um terramoto seguido de tsunami causou graves danos na Central Nuclear de Fukushima I, levando a várias explosões e à dispersão de poeiras radioativas. Mais de 160 mil pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas. Irregularidades nos procedimentos de segurança seriam reveladas nas investigações.

ALUMÍNIO NA HUNGRIA: um reservatório de resíduos industriais da fábrica de alumínio de Ajka, na Hungria, rebentou, em outubro de 2010. Uma torrente vermelha de um milhão de metros cúbicos de lama tóxica atingiu sete cidades. Dez pessoas morreram, mais de 150 ficaram feridas.

DESFLORESTAÇÃO NA AMAZÓNIA: é o mais importante e complexo ecossistema do Planeta, mas sua destruição não tem parado. A indústria madeireira, os projetos mineiros e agropecuários são os grandes responsáveis pela desflorestação da selva que, de agosto de 2012 a abril de 2013, totalizou mais 1.570 quilómetros quadrados, segundo as autoridades brasileiras.

DEEPWATER HORIZON – A plataforma petrolífera explorada pela BP, ao largo do Golfo do México, dedicava-se à perfuração em águas profundas. A estrutura explodiu a 20 de abril de 2010, afundando-se dois dias depois. Morreram onze trabalhadores e foram derramados, no mar, mais de quatro milhões de barris de crude.

ILHA DE LIXO DO PACÍFICO: estima-se que tenha o tamanho do estado do Texas, nos Estados unidos da América. Tem cerca de 100 milhões de toneladas de resíduos, na sua maioria plásticos, originários de descargas de navios, de plataformas petrolíferas e do lixo que todos os dias produzimos e acaba nos oceanos.

LAGO DE CHADE: 30 milhões de habitantes dos Camarões, Chade, Níger e Nigéria são afetados pela redução, em 90% da sua área, desde 1960, provocada pela sobre-exploração. Já foi o 4.º maior lago de água doce em África, com 26 mil km2, mas tinha pouco mais de 1500 km2, em 2001. As Nações Unidas estimavam, em 2009, que o lago poderia desaparecer até 2030.

BARRAGEM DAS TRÊS GARGANTAS: o maior projeto hidroelétrico do mundo, no rio Yangtzé, China, têm tido consequências devastadoras para pessoas e ecossistemas naturais. Perto de 1,5 milhões de habitantes foram deslocadas e tiveram que abandonar as suas casas. A área alagada é de 1 045 quilómetros quadrados.(

Notícia completa: Visão: Sabe o que é um ecocídio?

AMAZÓNIA 2019

A Amazónia é fulcral para a ordem ambiental mundial. Este vastíssimo ecossistema, que representa 10% da biomassa do planeta, influencia o equilíbrio de todo o globo e ajuda a estabilizar o clima mundial. A humidade que dali provém e os rios da região alimentam regiões que geram 70% do PIB da América do Sul.

O rio Amazonas é responsável por quase um quinto das águas doces levadas aos oceanos. É por isso que o que se passa ali diz respeito a todos. Ao contrário do que defende Jair Bolsonaro, o mesmo que diz que a região “é uma virgem que todo o tarado quer”, a Amazónia pertence ao mundo, não apenas ao Brasil nem aos outros países por onde ela se estende: Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana,
Suriname e Guiana Francesa. E, desde o princípio do ano, mais de 4 700 km2 da floresta foram destruídos. Só em julho, mineradores e agricultores, operando de forma ilegal e impune, com cobertura do Governo, destruíram o equivalente a três campos de futebol por minuto. Imagens de satélite também mostram um avanço de garimpos ilegais, principalmente em territórios indígenas, não visto desde os anos de 1980. O ponto de não retorno, entre os 20% e os 25% de desflorestação, acima do qual a floresta já não consegue regenerar-se, pode estar assustadoramente perto. Ecocídio? Restam poucas dúvidas.

Notícia completa: Visão: Ecocídio, o novo crime da Era Global

Nota: Todas as fontes foram consultadas a 6 de setembro de 2019.