Economia 11.º Ano – Questões de Exame Nacional: Unidade 9 – Contabilidade Nacional

Exame Nacional de Economia A
Contabilidade Nacional

1. A Tabela 4 apresenta valores retirados do sistema de contas nacionais de um país, em 2015.

Com base na Tabela 4, podemos afirmar que, em 2015, nesse país, o valor

(A) da procura global foi 4600 milhões de euros.
(B) da procura global foi 3040 milhões de euros.
(C) das exportações de bens e serviços foi 240 milhões de euros.
(D) das exportações de bens e serviços foi 540 milhões de euros.

2. A Tabela 2 apresenta dados relativos ao consumo efetuado pelas famílias de um país, de 2012 a 2015.

Com base na Tabela 2, podemos afirmar que, nesse país,

(A) o valor do consumo aumentou mais de 2014 para 2015 do que de 2012 para 2013.
(B) o valor do consumo decresceu, de 2013 para 2014, pois a sua taxa de variação real anual diminuiu.
(C) o peso do consumo no PIB aumentou mais de 2014 para 2015 do que de 2012 para 2013.
(D) o peso do consumo no PIB decresceu, de 2013 para 2014, porque o valor do consumo diminuiu.

3. Em 2015, num determinado país, o valor do produto interno bruto a preços de mercado, calculado segundo a ótica do produto, é diferente do valor da despesa interna, calculado segundo a ótica da despesa.
Esta afirmação é

(A) verdadeira, porque cada ótica de cálculo do valor do produto fornece informações diferentes.
(B) verdadeira, porque cada ótica de cálculo do valor do produto produz a sua análise da realidade.
(C) falsa, porque as duas óticas de cálculo do valor do produto utilizam as mesmas componentes.
(D) falsa, porque as duas óticas de cálculo do valor do produto conduzem à obtenção do mesmo resultado.

4. De acordo com a contabilidade nacional, o valor das exportações líquidas de bens e serviços representa a diferença entre o valor das exportações e o valor das importações de bens e serviços. Assim, o valor da procura interna calcula-se

(A) subtraindo ao valor da despesa interna o valor das exportações líquidas de bens e serviços.
(B) subtraindo ao valor da procura global o valor das exportações líquidas de bens e serviços.
(C) adicionando ao valor da procura global o valor das exportações líquidas de bens e serviços.
(D) adicionando ao valor da despesa interna o valor das exportações líquidas de bens e serviços.

Questões de Desenvolvimento:

1. Explicite o sentido da afirmação que se segue.
«O método dos valores acrescentados, utilizado no cálculo do Produto, evita o problema da múltipla
contagem.»

2. Explicite o sentido da seguinte afirmação:
«Uma das limitações da Contabilidade Nacional é o facto de, no cálculo do valor da produção, não se ter
em conta nem as externalidades positivas nem as externalidades negativas.»

3. Leia o texto que se segue.
Suponhamos que num país só existem duas entidades produtivas: uma empresa que produz cimento
e uma outra que constrói edifícios, utilizando o cimento produzido pela primeira.
Se a produção da empresa cimenteira, num dado ano, foi de 500 milhões de euros e a da empresa
de construção civil foi de 1250 milhões de euros, poderia admitir-se que a produção do país, nesse ano,
seria de 500 + 1250 = 1750 milhões de euros. Mas isso duplicaria o valor do cimento produzido, pois os
500 milhões de euros, que constituem esse valor, já estão incluídos no valor da produção da empresa de
construção civil.
João Ferreira do Amaral et al.,Introdução à Macroeconomia (adaptado)

3.1 – Explique de que forma o método dos produtos finais permite, no cálculo do valor da produção de um país,
ultrapassar o problema apresentado no texto.

Fonte: IAVE, consultado em 22 de junho de 2017

2 comentários em “Economia 11.º Ano – Questões de Exame Nacional: Unidade 9 – Contabilidade Nacional”

    1. Boa noite Helena,
      segue, em anexo, a correção da Unidade 9.

      Questões de Escolha Múltipla:

      1 – A
      2 – C
      3 – D
      4 – A

      Questões de Desenvolvimento:
      1 –
      • o problema da múltipla contagem consiste na possibilidade de se contabilizar, mais do que uma vez, uma mesma produção;
      • o método dos valores acrescentados consiste em calcular o valor do Produto, adicionando os valores acrescentados por cada uma das unidades produtivas da economia;
      • o método dos valores acrescentados evita, assim, o problema da múltipla contagem, porque, ao considerar apenas o valor acrescentado por cada empresa, não contabiliza os consumos intermédios (que são susceptíveis de serem contabilizados duas ou mais vezes).

      2 –
      • a Contabilidade Nacional apresenta algumas limitações no cálculo do valor da produção, não registando com rigor o bem-estar das populações;
      • a Contabilidade Nacional apenas regista o valor monetário dos bens produzidos, ignorando alguns custos ou alguns benefícios das diferentes produções que não estão reflectidos no seu preço (respectivamente, externalidades negativas ou externalidades positivas).

      3 –
      3.1 –
      • o texto refere o problema da múltipla contagem (o múltiplo registo do valor do mesmo bem no cálculo do valor da produção);
      • no exemplo referido no texto, ao adicionar-se o valor da produção da empresa cimenteira (500 milhões de euros) com o valor da produção da empresa de construção civil (1250 milhões de euros), estar-se-ia a duplicar a contabilização do valor do cimento produzido;
      • o método dos produtos finais evita o problema da múltipla contagem, pois só são contabilizados, no cálculo do valor do produto, os bens que não irão sofrer mais alterações no processo produtivo na economia considerada (destinados ao consumo final);
      • no caso do exemplo apresentado no texto, através do método dos produtos finais, contabilizar-se-ia apenas o valor realizado pela empresa de construção civil, ou seja, 1250 milhões de euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *