Filosofia 10.º Ano – Etnocentrismo, Relativismo Cultural, Tolerância

10.º ano
– Valores e valoração – a questão dos critérios valorativos:
• Etnocentrismo, Relativismo Cultural, Tolerância.

Etnocentrismo, visão centrada ou egocêntrica de uma cultura em relação às outras. Avalia as outras culturas a partir de si própria, dos seus valores e padrões de comportamento.
O etnocentrismo promove a assimilação:
• As culturas dominantes tendem a impor os seus valores e modelos de comportamento às culturas minoritárias.
• Esta imposição pode ter como consequências, o racismo a xenofobia, nacionalismo exagerado.

Relativismo cultural, aceita e respeita a diversidade cultural. Cada cultura só pode ser avaliada a partir de dentro, isto é, dos seus valores, ideias e padrões de comportamento.
O relativismo cultural promove a separação:
• Há diferentes culturas que se toleram, mas que vivem de costas voltadas, sem contacto entre si, e que tendem a separar-se ou isolar-se
• Esta separação tem como consequências a ocorrência de fenómenos de segregação, como por exemplo, os guetos.

O relativismo cultural apela à tolerância para com o outro culturalmente diferente.
Ser tolerante significa, neste sentido, conviver pacificamente com os outros, respeitando as suas diferenças.
A tolerância defendida pelo relativismo é classificada como passividade face ao outro, ou mera simpatia.
A tolerância só pode existir segundo condições próprias: as da disponibilidade para o diálogo e para o raciocínio honesto.

Os problemas culturais exigem outro tipo de resposta, surgem atualmente propostas que defendem o diálogo intercultural, a cooperação solidária e a defesa da dignidade humana.

A atitude intercultural, que pretende ultrapassar as limitações das atitudes etnocêntrica e relativista, defende:
• Reconhece a natureza plural e diversificada da cultura humana.
• Promove o contato entre as diferentes culturas.
• Acredita que existem vínculos que unem as diferentes comunidades.
• Defende ser possível compartilhar valores e estabelecer normas de convivência.
• Assume a universalidade dos direitos humanos.
• Exige a prevenção de conflitos.
• Aposta na educação para a interculturalidade.

– O respeito pelos direitos humanos convida ao diálogo, à tolerância e à solidariedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *