Geografia 10.º Ano – Perguntas de Exames Nacionais: Recursos do Subsolo

Geografia A – Recursos do Subsolo

Questões de Escolha Múltipla:

1 – O que é que o palácio de Versalhes, em França, o Ground Zero, em Nova Iorque, o edifício do Banco Mundial, no Catar, ou a sede da Petro China, em Pequim, podem ter em comum? Pedra portuguesa.

O mapa da Figura 2 representa a localização dos principais núcleos de exploração de rochas ornamentais, em Portugal continental

1. A maioria das explorações de rochas ornamentais, de acordo com o mapa da Figura 2, localiza-se
(A) na Orla Meridional.
(B) na Bacia do Tejo e do Sado.
(C) na Orla Ocidental.
(D) no Maciço Antigo.

2. A procura internacional de rochas ornamentais portuguesas está associada à

(A) pouca utilização das rochas no mercado nacional.
(B) forte incorporação de design nacional nas peças exportadas.
(C) boa relação qualidade/preço da pedra nacional.
(D) grande dimensão das empresas nacionais do sector.

3. A exploração de recursos do subsolo em minas e em pedreiras gera impactes ambientais como

(A) a descida do nível freático e o aumento de incidência de doenças respiratórias.
(B) a alteração da morfologia do terreno e a contaminação das águas.
(C) a degradação da paisagem e o esgotamento dos solos.
(D) a produção de resíduos perigosos e a redução dos níveis de segurança no trabalho.

4. O sector dos minerais metálicos que, a seguir ao das rochas ornamentais, tem registado maior crescimento engloba a exploração

(A) de cobre, de zinco e de estanho.
(B) de urânio, de ardósia e de quartzo.
(C) de cobre, de urânio e de quartzo.
(D) de ardósia, de estanho e de zinco.

5. A localização de fábricas de produtos cerâmicos no distrito de Aveiro deveu-se, inicialmente, à

(A) proximidade do porto de Aveiro, por onde chega a maior parte das matérias-primas.
(B) abundância de caulinos e de argilas, as principais matérias-primas destas indústrias.
(C) forte concentração de empresas de construção civil que utilizam esses produtos.
(D) utilização de novos materiais, desenvolvidos em colaboração com a universidade.

Fonte: IAVE, consultado a 18 de junho de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *