Geografia 11.º Ano – Áreas Residenciais

3.2 – As áreas urbanas: dinâmicas internas
3.2.1 – A organização das áreas urbanas
3.2.1.2 – Áreas Residenciais

Áreas Residenciais
A função residencial encontra-se espalhada por todo o espaço urbano.
• A análise da distribuição e organização de áreas residenciais revela a existência de grandes contrastes, onde se destacam a classe socioeconómico.
Factores que contribuem para a individualização das áreas residenciais diferenciadas são: o preço do solo, os transportes públicos e as características ambientais.
Classes sociais de rendimento mais elevado escolhem: áreas mais patacas da cidade, áreas menos poluídas e com algumas zonas verdes, zonas com boas vias de comunicação. Nestas áreas o preço do solo é mais elevado.
Classe média ocupa grande parte do espaço urbano e as áreas residenciais apresentam aspectos muito diversificados. Localizam-se perto das áreas bem servidas de transportes públicos, com equipamentos sociais e algum comércio e serviços.
Residências da população mais carenciada ocupam, regra geral, os espaços mais degradados e insalubres das cidades.
Bairros de habitação social construídos pelo Estado destinam-se a acolher as classes de menos recursos, muitas vezes com o objectivo de realojar população afectada por calamidades ou no âmbito de programas de erradicação de barracas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *