História 11º Ano – População da Europa nos séculos XVII E XVIII: crises e crescimento

Ideias fundamentais para o capítulo, A evolução demográfica:
População e economia: diminuição da população, economia pré-industrial, crises alimentares;
Modelo demográfico do Antigo Regime: elevada taxa de mortalidade, elevada taxa de natalidade, baixa esperança média de vida;
Século XVII – crises demográficas: as crises demográficas estão relacionados com factores como, fome, guerras, epidemias, colheitas destruídas, preços dos cereais elevados, pobreza, falta de higiene, etc;
Alteração demográfica na segunda metade do século XVIII: regime demográfico moderno (elevada taxa de natalidade, redução da taxa de mortalidade e mortalidade infantil), para tal ocorreram os seguintes factores: inovações agrícolas, progressos na higiene, evolução na medicina, desenvolvimento dos transportes, diminuição do número de guerras, melhoria nas condições climáticas, recuo da peste;
Rejuvenescimento da população;
Thomas Malthus: na sua obra “Ensaio sobre o princípio da população” reflectia as suas preocupações com o crescimento populacional e apontava algumas medidas para reduzir o número dos nascimentos (casamento tardio, abstinência, para evitar catástrofes alimentares do grande crescimento demográfico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *