Economia 11º Ano – Balança Corrente

Resumo da Balança Corrente:
Balança Corrente: contabiliza os pagamentos e recebimentos resultantes de transacções com não residentes em bens, serviços, rendimentos e transacções correntes;
A Balança Corrente está dividida em: Balança de Bens (mercadorias ou comercial), Balança de Serviços, Balança de Rendimentos, Balança de Transferências Correntes;

Balança de Bens: registam-se os fluxos monetários correspondentes às exportações e importações de bens;
Saldo da Balança de Bens: deficitário (e < i), superavitário (e > i), nulo (e = i);
Taxa de Cobertura:permite avaliar a capacidade de uma economia pagar as suas importações com o valor das suas exportações, TC = exportações/importações x 100 (valor > 100, saldo positivo; valor < 100, saldo negativo; valor = 100, saldo nulo,);
Grau de Abertura ao Exterior: permite calcular o peso do comércio externo no total da produção realizada pelo país GAE = e+i/PIBpm x 100;
Divisa: moeda aceite como meio de pagamento nas trocas internacionais;
Taxa de Câmbio: quantidade de moeda nacional necessário dar por uma unidade de moeda estrangeira;

Balança de Serviços:regista as trocas de serviços com não residentes. Esta balança engloba, viagens e turismo, transportes, serviços de comunicação, serviços de construção, seguros, serviços financeiros, serviços de informação e informática, direitos de utilização (direitos de autor), entre outros;

Balança de Rendimentos: contabiliza os fluxos de rendimentos obtidos por residentes junto de entidades residentes fora do país e os rendimentos obtidos por não residentes dentro do país. Esta balança engloba, rendimentos de trabalho temporário, rendimentos de investimento directo, investimento de carteira, outros rendimentos (pagamento/recebimento de juros relativos a empréstimos);

Balança de Transferências Correntes: contabiliza as operações unilaterais em que uma entidade económica fornece um recurso real ou um elemento financeiro a outra entidade sem receber qualquer recurso real ou elemento financeiro em troca. Esta balança engloba, remessas de imigrantes, remessas de emigrantes, transferências da União Europeia, fluxos relativos à cooperação entre Estados, pensões de emigrantes (quando estes regressam ao país);
– Transferências públicas: são aquelas que envolvem o Estado português;
– Transferências privadas: são aqueles que envolvem outros residentes que não o Estado português, mesmo que provenientes de estados ou organizações internacionais.

História 11º Ano – Portugal – Dificuldades e Crescimento Económico

Síntese da matéria: Portugal – dificuldades e crescimento económico
Crise comercial portuguesa entre 1670 e 1692: concorrência de franceses, ingleses e holandeses na produção de açúcar e tabaco, politica proteccionista de Colbert, baixa dos preços dos produtos coloniais portugueses, efeitos da crise espanhola de 1670 – 1680;
Mercantilismo em Portugal: estabelecimento de fábricas com privilégios, contratação de artífices estrangeiros que trouxeram novas técnicas, publicação das “pragmáticas”, desvalorização monetária, criação de companhias monopolistas;
Descoberta do ouro brasileiro: descoberta de minas de ouro (1690) e de diamantes (1729), reinado de D. João V vivia acima das suas possibilidades, as pragmáticas não eram respeitadas, regresso à actividade comercial, movimento dos Bandeirantes;
Tratado de Methuen: assinado em 1703,no qual os ingleses compravam vinhos portugueses com vantagem competitiva em relação aos vinhos franceses (redução das taxas alfandegarias), por outro lado os portugueses, compravam lanifícios ingleses sem qualquer restrição;
Política económica pombalina:concessão de privilégios às industrias existentes, criação das manufacturas da Covilhã e Portalegre, introdução dos têxteis de algodão, industria do vidro da Marinha Grande, fomento de vários sectores da indústria, contratação de estrangeiros, lei das pragmáticas, criação de companhias monopolistas, fortalecimento da Burguesia, Aula do Comércio, Junta do Comércio.

História 11º Ano – A hegemonia económica britânica: condições de sucesso e arranque industrial

Noções essenciais para o tema “A hegemonia económica britânica: condições de sucesso e arranque industrial”:
Inovações agrícolas: sistema de rotação quadrienal de culturas, articulação entre a agricultura e a criação de gado, enclosures, inovações técnicas;
Crescimento demográfico: melhoria na alimentação, redução da mortalidade, aumento da natalidade, inovações na medicina;
– Urbanização: crescimento das cidades, êxodo rural, aparecimento da burguesia;
Criação do mercado interno ou nacional: aparecimento de condições favoráveis como crescimento da população, desenvolvimento das vias de comunicação, inexistência de alfândegas;
Alargamento dos mercados externos: comércio triangular atlântico, comercio no Oriente, Actos de Navegação, criação das Companhias do Comércio;
Progressos no sistema financeiro: Bolsa de Londres, Banco de Inglaterra;
Arranque Industrial: teve início com a Revolução Agrícola; surgem a lançadeira volante, o tear mecânico, a máquina a vapor,utilização do carvão de coque (mineral), aparecimento das primeiras fundições (ferro e aço).

Geografia 10º Ano – Estuários do Tejo e do Sado

Definição e caracterização dos Estuários do Tejo e do Sado:
Consultar o post: A Costa Portuguesa
Estuário: forma de acumulação que surge da acção conjunta dos rios e do oceano. esta designação surge quando a foz do rio se mantêm livre de aluviões por acção das correntes litorais;
Estuários do Tejo e Sado: representam as maiores reentrâncias do litoral português, sendo áreas portuárias com condições de localização excepcionais, protegidas dos ventos e ondulações próprias do mar.

Geografia 10º Ano – Lido de Faro (Ria Formosa)

Definição e caracterização do Lido de Faro (Ria Formosa):
Consultar o post: A Costa Portuguesa
– Lido ou cordões litorais: estreitas faixas arenosas geralmente paralelas à linha de costa;
Lido de Faro (Ria Formosa): constitui um sistema lagunar de grande extensão, com aproximadamente 60km, limitado por um cordão de areia., formado pela acumulação de sedimentos, transportados por correntes marítimas que se deslocam de oeste para este. Da deposição desses sedimentos resultou a construção de uma série de ilhas-barreiras e cordões arenosos que se desenvolvem paralelamente à costae que separam o mar da zona lagunar;
– Devido aos variados ecossistemas, foi criado o Parque Natural da Ria Formosa.

Geografia 10º Ano – Tômbolo de Peniche

Definição e caracterização do Tômbolo de Peniche:
Consultar o post :A Costa Portuguesa
Tômbolo: faixa arenosa que liga uma ilha à parte continental que se encontra mais próxima;
Tômbolo de Peniche: resulta da acumulação de sedimentos marinhos, devido à perda de energia de correntes marítimas, no transporte de sedimentos. Da deposição de sedimentos surgiu um Istmo (Tômbolo), acabando por ligar uma antiga ilha ao território nacional.

Geografia 10º Ano – Haff-delta de Aveiro

Definição e caracterização do Haff-delta de Aveiro:
Consultar o post :A Costa Portuguesa
Haff: forma de acumulação resultante do avanço de uma flexa litoral diante de uma baía;
Delta: forma de acumulação de que surge quando há colmatação na desembocadura do rio, o que faz com que este ramifique em vários braços;
Haff-delta de Aveiro (ria de Aveiro): laguna interior, onde a existência de um cordão de areia (haff), formado pela deposição de sedimentos marinhos e fluviais, dificulta o contacto com o mar. O interior da laguna está preenchido com sedimentos fluviais dos rios que aí desaguam, com destaque para o rio Vouga. A acumulação desses sedimentos deu origem a um conjunto de pequenas ilhas, separadas por canais poucos profundos que constituem um delta interior;
Reserva Natural das Dunas de São Jacinto, encontra-se localizada no extremo do cordão litoral entre Ovar e São Jacinto.

Economia 11º Ano – Balança de Pagamentos

Definição de Balança de Pagamentos:
Balança de Pagamentos Portuguesa: documento oficial da responsabilidade do Banco de Portugal que engloba um conjunto de estatísticas, registadas de forma sistemática, sobre as trocas comerciais entre o país e o Resto do Mundo, isto é, entre residentes e não residentes;
A Balança de Pagamentos é composta por: Balança Corrente, Balança de Capital, Balança Financeira e Erros e Omissões;
– São registados apenas os fluxos monetários e/ou financeiros e nãos os fluxos reais;
Saldo da Balança de Pagamentos: é o somatório dos saldos intermédios das Balanças Corrente, de Capital, Financeira e Erros e Omissões. O resultado deste somatório será sempre zero (0).

Economia 11º Ano – A Necessidade e a Diversidade de Relações Internacionais

A Necessidade e a Diversidade de Relações Internacionais:
– Comércio Interno: comércio realizado dentro do território nacional;
– Comércio Externo: comércio realizado entre um país e o resto do mundo;
– Comércio Internacional: comércio que é praticado entre os diversos países do mundo;
– Divisão Internacional do Trabalho (DIT): forma como se distribuem as actividades produtivas pelos diferentes países do mundo, originada pela especialização;
– Vantagem Absoluta: um país tem vantagem absoluta de na produção de um bem, quando é capaz de produzir esse bem de forma mais eficiente que outros países;
– A Vantagem Absoluta pode ser: Natural(existe num país de forma espontânea ou natural, por exemplo, o petróleo) e Adquirida (resulta de investimento na formação, tecnologia, por exemplo, o Japão);
– Vantagem Comparativa: um país deve especializar-se na produção dos bens em que é comparativamente menos ineficiente, independentemente de ter, ou não, vantagem absoluta na produção de alguns bens.