Geografia 10º Ano – Diversidade climática em Portugal

Principais conceitos do tema “Diversidade climática em Portugal”:

Norte Litoral (clima temperado mediterrânico de feição oceânica): precipitação abundante (Outono, Inverno), estação seca muito curta (2 meses), verões frescos, invernos suaves, pequena variação da amplitude térmica anual;
Norte Interior (clima temperado mediterrânico de feição continental): precipitação escassa (especialmente sob forma de neve), estação seca (4 meses), verões quentes, invernos rigorosos, elevada variação da amplitude térmica anual;
Sul (clima temperado mediterrânico): precipitação escassa, longa estação seca (6 meses), verões quentes, invernos suaves, pequena variação da amplitude térmica anual;
Açores (influência do Atlântico): grupo Oriental (semelhança com o Norte Litoral), grupos Central e Ocidental (clima temperado marítimo), o relevo influência o clima de todo o arquipélago;
Madeira: clima semelhante ao temperado mediterrâneo, orientação do relevo, altitude.

História 11º Ano – Revolução Americana

Principais tópicos para o tema “Revolução Americana”:

Unidade das colónias inglesas: língua, religião, luta contra os índios, Guerra dos Sete Anos, submissão à Coroa Britânica e ao parlamentarismo;
Diversidade das colónias inglesas: colónias do Norte e Centro tinham como base a agricultura, pesca, criação de gado, comércio e industria, comunidades mais tolerantes; colónias do Sul tinham como base a plantação do tabaco e do algodão com base na escravatura;
Questões económicas: a Guerra dos Sete Anos levou ao aumento de impostos, taxas aduaneiras sobre a importação, criação do imposto de selo, região Oeste foi considerada propriedade dos Índios, falta de liberdade comercial;
Questões políticas: os colonos americanos não estavam representados no Parlamento;
– Principais etapas do processo de independência americana:
– 1795 – congresso em Nova Iorque,
– 1770 – abolição dos impostos (excepto impostos sobre o chá),
– 1773 – Boston Tea Party,
– 1774 – primeiro congresso em Filadélfia,
– 1775 – Lexington, confronto entre ingleses e americanos,
4 de julho de 1776 – Declaração de Independência dos EUA, no segundo congresso de Filadélfia;
Tratado de Versalhes: Inglaterra reconhece a independência das 13 colónias;
Declaração de Independência: ideias iluministas, todos os homens nascem iguais, principio da soberania nacional;
Constituição de 1787: república federal, governo federal (relações externas, finanças, defesa), poder legislativo (câmara dos Representantes, Senado), poder judicial (Supremo Tribunal), poder executivo (Presidente);
Primeiro regime liberal da História.

História 12º Ano – A geografia politica após a Primeira Guerra Mundial

Módulo 7 – Crises, embates ideológicos e mutações culturais na primeira metade do século XX
Unidade 1 – As transformações das primeiras décadas do século XX
– Um novo equilíbrio global
• A geografia politica após a Primeira Guerra Mundial

11 de novembro de 1918: assinatura do armistício pela Alemanha, reordenamento do espaço europeu, estabelecimento de uma nova ordem internacional;
Conferência de Paz: início em janeiro de 1919, França, Inglaterra, Estados Unidos da América, assinatura do Tratado de Versalhes;
Império Russo: dá lugar à URSS, perdeu territórios para a Polónia e Ucrânia;
Império Alemão: abandonou os territórios polacos, perdeu a Alsácia e Lorena, entrega de territórios à Bélgica, Dinamarca e Checoslováquia, instaurou a república;
Império Austro-Húngaro: desapareceu após à I Guerra Mundial e deu lugar a novos países Áustria, Hungria e Checoslováquia, outros territórios foram integrados nas fronteiras da Itália, Jugoslávia e Polónia;
Império Otomano: reduziu-se ao território à atual Turquia.

Geografia 10º Ano – Irregularidade da distribuição da precipitação em Portugal

Conceitos fundamentais para o tema “irregularidade da distribuição da precipitação em Portugal:

Irregularidade: diversidade dos estados de tempo ao longo do ano (ao nível do tempo, espaço, distribuição da precipitação);
Distribuição espacial da precipitação: diminui de Norte para Sul, diminui do Litoral para o Interior;
Latitude: Norte é mais afectado pelas baixas pressões subpolares e sistemas frontais, Sul é condicionado pelas altas pressões subtropicais;
Relevo: os locais com maior precipitação coincidem com os locais com maior altitude, precipitações orográficas, barreiras de condensação;
Continentalidade (distância ao mar): Litoral mais exposto às massas de ar húmido, que acentua as diferenças entre Interior – Litoral.

História 11º Ano – Fontismo

Conceitos básicos sobre o “fontismo:

Fontismo: política de Obras Públicas no período da Regeneração implementada por Fontes Pereira de Melo;
Revolução dos transportes: construção rodoviária, expansão da rede ferroviária;
Revolução das comunicações: construção de pontes (rodoviárias e ferroviárias), construção e remodelação de portos;
Comunicações: telegrafo, telefone, correios;
Vantagens: criação de um mercado nacional, desenvolvimento da agricultura, incremento industrial, estabelecimento de relações entre Portugal e diversos países europeus;
Desvantagens: investimento estrangeiro, empréstimos, juros, endividamento (com isto o pais acabou por ficar nas maus dos credores estrangeiros).

Música – Canção Simples

A primavera é a estação mais simples, mais encantadora e aquela que mais gosto… é o sair das noites frias, chuvosas e passar para as noites amenas, calmas e com uma breve brisa. Por outro lado, o cinzento e o castanho dão lugar ao verde e ao “arrebentar” das árvores, flores…. e claro as pessoas ganham novos tons e um sorriso “brilhante”.
A canção simples do Tiago Bettencourt traduz bem a primavera!!

Notícias – Eclipse Solar

Dentro de minutos ocorrerá o eclipse parcial do Sol e será visível em Portugal. Este fenómeno acontece duas vezes por ano, o próximo será no dia 13 de setembro de 2015 e será visível em África, Índia e na Antartica, terá uma duração aproximada de 2 horas tendo início às 7h59, atinge o seu ponto máximo às 09h01 e termina às 10h08.
A observação deste acontecimento deve ser feita com o máximo cuidado, ou seja, com óculos apropriados e para os mais curiosos o planetário do Porto e alguns centros de Ciência Viva vão colocar à disposição telescópios para que todos possam ver o eclipse.

Público – Eclipse Solar
Nasa – Lista de eclipses solares