Notícias – Jovens activistas do clima convidam Greta Thunberg a vir a Portugal

Grupo português pede ajuda a Greta Thunberg para alertar os políticos portugueses sobre o risco ambiental de construir um aeroporto no Montijo, e outros problemas nacionais causados pela poluição e o aquecimento global.
Os jovens portugueses que participam no movimento Greve Climática Estudantil querem a activista adolescente Greta Thunberg em Portugal e enviaram uma carta aberta a convidá-la. Parte do objectivo é ajudar o grupo a alertar os políticos portugueses sobre o perigo de decisões como a construção de um novo aeroporto no Montijo e o desaparecimento de árvores no sul do país devido às mudanças climáticas.
Como Thunberg vai estar em Madrid entre 2 e 13 de Dezembro para a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2019 (COP25), a ideia é que a jovem faça um desvio por Portugal alguns dias antes.

Notícia completa: Greta Thunberg – Portugal

Fonte: Público, consultado a 10 de novembro de 2019.

Geografia 7.º Ano – Principais formas de relevo

Principais formas de relevo:

– Montanha:
forma de relevo de grande altitude, normalmente superior a 1000 metros, com declives acentuados.
Exemplos: Montanhas Rochosas, no continente americano; Montanhas do Cáucaso, no continente europeu; Quilimanjaro, no continente africano, Himalaias, no continente asiático.

– Planalto:
forma de relevo com altitudes superiores a 100 metros, em relação à área circundante, com o topo aplanado, muitas vezes rodeada por vertentes íngremes.
Exemplos: Planalto Central da Rússia, no continente europeu; Planalto do Tibete, no continente asiático.

– Colina:
pequena elevação de cume mais ou menos arredondado e de vertentes pouco íngremes, geralmente inferiores a 400 metros.
Exemplos: Colina Escocesa, no continente europeu.

– Planície:
forma de relevo geralmente extensa, com altitudes médias inferiores a 300 metros tendo, por isso, uma aparência plana com suaves ondulações.
Exemplos: Grandes Planícies, no continente americano; Planície Húngara, no continente europeu; Planície Amazónica, no continente americano (América do Sul).

– Vale:
forma de relevo resultante da junção de duas vertentes, com uma altitude inferior à das áreas envolventes.
Exemplos: Vale do Douro, no continente europeu.

Geografia 7.º Ano – Climas pelo Mundo: Climas Frios e de Montanha

Climas pelo Mundo: Climas Frios e de Montanha

Clima Polar

– Temperaturas médias mensais negativas na maior parte dos meses do ano;
– Amplitude térmica anual muito elevada;
– Precipitação anual reduzida, sendo mais abundante nos meses menos frios;
– Invernos extremamente frios e bastante longos. Inexistência de Verão. Só existe, na prática, uma estação: a fria;
– A formação vegetal típica das regiões de clima polar é a tundra;
– A maior parte do ano a tundra encontra-se gelada e a vegetação entra em repouso. Os animais herbívoros migram para regiões mais quentes e pouco são os animais que ficam ou não hibernam;
– Ursos brancos deslocam-se na tundra gelada do norte do Canadá;
– As regiões de clima polar ou de calota gelada, como na Antártida ou na Gronelândia, raramente não têm uma cobertura de gelo.
– A vida vegetal está praticamente ausente.

Clima Subpolar

– Verões pouco quentes e curtos (temperatura média mensal inferior a 18 ºC);
– Invernos prolongados e rigorosamente frios (durante cerca de seis a oito meses, a temperatura desce abaixo dos 0 ºC);
– Amplitude térmica anual bastante acentuada;
– Precipitação bastante reduzida e concentrada na época menos fria. No Inverno, ocorre sob a forma de neve;
– A formação vegetal típica das regiões de clima subpolar é a floresta de coníferas.

Clima Desértico Frio

– Temperatura média anual relativamente baixa, chegando a atingir valores negativos;
– Inverno muito frio e rigoroso;
– Amplitude térmica anual muito alta;
– Precipitação escassa e irregular;
– A formação vegetal típica das regiões de clima desértico frio é a estepe ou vegetação xerófila.

Clima de Altitude – Montanha

– Não se distinguem as estações;
– Nas regiões temperadas há precipitações abundantes em forma de neve;
– Nas regiões quentes há pouca precipitação e raramente sob a forma de neve;
– La Paz (Bolívia): TMA: 11ºC | ATA: 4ºC | PT: 570 mm;
– Sonnblick (Áustria): TMA: -6ºC | ATA: 14ºC | PT: 1483 mm.

Geografia 7.º Ano – Climas pelo Mundo: Climas Temperados

Climas pelo Mundo: Climas Temperados

Clima Subtropical Húmido
– Característico de regiões de latitudes 25º a 35º norte e sul, nas áreas orientais dos continentes.
– A formação vegetal típica é a floresta mista.

Clima Mediterrâneo
– Localiza-se nas regiões de latitudes médias, entre 30º a 40º norte e sul, nas áreas ocidentais dos continentes;
– Quatro estações;
– Invernos amenos e verões quentes e secos;
– Amplitudes térmicas anuais moderadas;
– Precipitação irregular, mais concentrada no inverno;
– A formação vegetal típica das regiões de clima mediterrâneo é a floresta mediterrânea. Quando a floresta desaparece dá origem ao maquis e ao garrigue.

Clima Temperado Marítimo
– Regiões entre 40º a 55º de latitude norte e sul, no litoral dos continentes;
– Quatro estações sem estação seca;
– Invernos com temperaturas médias;
– Verões pouco quentes;
– A formação vegetal típica das regiões de clima temperado marítimo é a floresta caducifólia.

Clima Temperado Continental
– Quatro estações;
– Invernos caracteristicamente muito frios com alguma precipitação (principalmente sob a forma de neve);
– Verões maioritariamente quentes com precipitação abundante (chuvas convectivas);
– Amplitudes térmicas anuais altas, sendo tanto maiores quanto mais afastadas do mar estiverem as terras;
– A formação vegetal típica das regiões de clima temperado continental é a pradaria.

Geografia 7.º ano – Climas pelo Mundo: Climas Quentes

Climas pelo Mundo: Climas Quentes

Clima Equatorial
– Uma estação quente e húmida;
– Temperaturas elevadas e constantes ao longo do ano Chuvas abundantes durante todo o ano;
– A formação vegetal típica das regiões de clima equatorial é a floresta equatorial, distribuída por patamares.

Clima Tropical Húmido
– Duas estações distintas;
– Estação das chuvas maior que estação seca;
– Temperaturas elevadas ao longo do ano;
– A formação vegetal típica das regiões de clima tropical húmido é a floresta tropical húmida, menos densa que a floresta equatorial.

Clima Tropical Seco
– Duas estações distintas;
– Estação seca maior que estação das chuvas;
– Temperaturas elevadas ao longo do ano;
– A formação vegetal típica das regiões de clima tropical seco é a floresta tropical seca onde aparecem árvores espaçadas como o embondeiro, as acácias e as mimosas.
– A savana é também característica destas regiões constituída por ervas muito altas.

Clima Desértico Quente
– Uma estação quente e seca;
– Temperaturas médias mensais elevadas;
– Amplitudes térmicas diurnas extremamente elevadas;
– Ausência de precipitação;
– Ventos fortes que produzem tempestades de areia;
– A formação vegetal típica das regiões de clima desértico é a Estepe e a vegetação xerófila. Onde existe bastante água formamse os oásis.

Preparação para o Exame Nacional de Geografia: Radiação Solar

1. Classifique, como verdadeira ou falsa conda uma das seguintes afirmações. Corrija as
afirmações consideradas falsas mantendo-as na afirmativa.
a) Sem o efeito de estufa não seria possível o aquecimento da camada inferior da atmosfera nem a manutenção de uma temperatura média mais ou menos constante.
b) Nas regiões localizadas entre os 40º e os 90º de latitude há um défice energético.
c) As vertentes voltadas a norte, em Portugal, têm maior insolação, pois estão mais tempo expostas à radiação solar d, por isso, designam-se por encostas soalheiras.
d) De um modo geral, as regiões do interior apresentam uma amplitude térmica anual superior à que se verifica nas regiões do litoral.

Soluções: Continuar a ler Preparação para o Exame Nacional de Geografia: Radiação Solar

Geografia 7.º Ano – Os fatores que influenciam a temperatura

A variação da temperatura com os fatores do clima:

– Latitude
• As regiões equatoriais são as mais chuvosas;
• A precipitação diminui à medida que nos deslocamos para as regiões tropicais;
• Nas regiões polares a precipitação é escassa.

– Altitude
• A precipitação é mais abundante na encosta exposta ao vento.

– Continentalidade e proximidade do mar
• Regiões próximas do mar apresentam mais humidade e por isso maior precipitação.

– Correntes Marítimas
•As correntes marítimas são deslocamentos horizontais e verticais de grandes extensões das águas oceânicas.
•Dependendo do lugar de origem, podem ser: quentes, se forem provenientes das regiões equatoriais e tropicais; frias, se provenientes das regiões polares;
Assim, se as correntes marítimas forem quentes, a temperatura dos lugares situados no litoral por onde passam vai ser mais elevada. Pelo contrario, se forem frias, a temperatura das áreas litorais vai ser menor.

– Relevo

• À medida que a altitude aumenta a temperatura diminui.
• A diminuição da temperatura em altitude deve-se:
•• à maior rarefação do ar, isto é, à menor concentração de gases e de partículas sólidas e líquidas no ar, diminuindo, então, a absorção de radiação solar; à menor influência da radiação terrestre, pois um lugar de maior altitude está menos próximo desta fonte de calor.
• As vertentes que estão expostas a sul são designadas soalheiras e, por isso, mais quentes.

Geografia 7.º Ano – Fatores do Clima

Fatores climáticos
• Latitude;
• Continentalidade/ Proximidade do mar;
• Altitude;
• Orientação das vertentes;
• Correntes marítimas.

Geografia 7.º Ano – Elementos do Clima

Os elementos do clima são:
• Temperatura;
• Humidade;
• Nebulosidade;
• Precipitação;
• Pressão atmosférica;
• Vento;
• Insolação.

Geografia 7.º Ano – Texto de Apoio: Estado do Tempo e Clima

O estado do tempo que se faz sentir numa localidade durante a manhã pode ser diferente do registado durante a tarde; do mesmo modo que o estado do tempo durante a manhã no centro de Portugal Continental pode ser completamente diferente do registado no norte ou no sul do país, bem como nos arquipélagos da Madeira e dos Açores.
Deste modo, o estado do tempo varia de momento para momento e de lugar para lugar. É, pois, mutável.
Quando numa região se verifica que ano após ano as características do estado do tempo se repetem de forma relativamente idêntica, por exemplo, que os invernos são frios e chuvosos e os verões quentes e secos, estamos a falar de clima.
Assim, por exemplo, o clima mediterrâneo possui um verão quente e praticamente sem chuva, dado que a maioria dos estados do tempo analisados para o estudo deste tipo de clima apresentam estas características.

Fonte: Porto Editora