Geografia 10.º Ano – Comunidades Intermunicipais e Áreas Metropolitanas

Comunidades Intermunicipais (CIM) e áreas metropolitanas:
-Desempenham um papel importante no planeamento e promoção do desenvolvimento regional;
-Cabe-lhes a articulação dos investimentos de interesse intermunicipal e a gestão dos fundos comunitários para esse fim.

Legenda:
1 – CIM do Alto Minho
2 – CIM do Cávado
3 – CIM do Ave
4 – Área Metropolitana do Porto
6 – CIM do Tâmega e Sousa
7 – CIM do Douro
8 – CIM da Região de Aveiro – Baixo Vouga
9 – CIM da Região Dão-Lafões
10 – CIM da Serra da Estrela
11 – CIM Comurbeiras
12 – CIM do Baixo Mondego
13 – CIM do Pinhal Interior Norte
14 – CIM do Pinhal Interior Sul
15 – CIM da Beira Interior Sul
16 – CIM do Pinhal Litoral
17 – CIM Médio Tejo
18 – CIM do Oeste
19 – CIM da Lezíria do Tejo
20 – CIM do Alto Alentejo
21 – Área Metropolitana de Lisboa
22 – CIM do Alentejo Central
23 – CIM do Alentejo Litoral
24 – CIM do Baixo Alentejo
25 – CIM do Algarve

Geografia 11.º Ano – Área Metropolitana de Lisboa

Área Metropolitana de Lisboa

– Concelhos integrantes da Área Metropolitana de Lisboa: Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sintra, Vila Franca de Xira.
– Superfície: 2 921,90 Km²
– População 2 821 697
– Densidade populacional: 966 Hab./Km²
aera metropolitana lisboa

A Área Metropolitana de Lisboa regista a maior concentração populacional e económica de Portugal. Nos seus dezoito concelhos, que constituem 3,3% do território nacional, residem quase 3 milhões de habitantes, cerca de ¼ da população portuguesa. Ao nível económico concentra cerca de 25% da população activa, 30% das empresas nacionais, 33% do emprego e contribui com mais de 36% do PIB nacional.

Com uma costa atlântica com cerca de 150km e uma frente ribeirinha de cerca de 200km, a AML apresenta uma grande variedade morfológica e abundante riqueza natural, que lhe conferem um potencial ambiental, paisagístico, económico e de lazer que importa preservar e valorizar. Possui dois grandes estuários: o Tejo e o Sado, e cinco áreas protegidas, integradas na Rede Natura 2000.

No seu território integra dois grandes Portos: Lisboa e Setúbal e três Portos médios piscatórios: Sesimbra, Cascais e Ericeira. À escala internacional os portos de Lisboa e Setúbal assumem um crescente protagonismo que se deve não só à sua posição de charneira entre o norte da Europa, Mediterrâneo e África, como também devido ao elevado valor histórico e paisagístico das áreas envolventes ao porto.

Fonte: AML, consultado a 2 de janeiro de 2017