Preparação para o Exame Nacional de Geografia: Recursos Marítimos

1. Classifique, como verdadeira ou falsa conda uma das seguintes afirmações. Corrija as afirmações
consideradas falsas mantendo-as na afirmativa.
a) A ZEE portuguesa é a maior da UE e tem uma extensão aproximada de cerca de 1,8 milhões de km2.
b) No litoral continental há uma predominância da costa de praia e a costa de arriba tem menor extensão.
c) A ria de Aveiro formou-se pela regressão das águas do mar e pela acumulação de sedimentos transportados pelo rio Vouga.
d) Na confluência da corrente fria com uma quente, há maior quantidade de fauna marinha.
e) As áreas onde a frota portuguesa efetua maiores capturas são o Atlântico Sudoeste, o Atlântico Centro-Oeste e o Pacífico Sudoeste.
f) O Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo destina-se a ordenar a circulação de navios nas águas territoriais portuguesas.

Soluções: Continuar a ler Preparação para o Exame Nacional de Geografia: Recursos Marítimos

Geografia 10.º Ano – Perguntas de Exames Nacionais: Recursos Marítimos

Geografia A – Recursos Marítimos

Questões de Escolha Múltipla:
1 – As Figuras 2A e 2B representam duas formas de exploração dos recursos marinhos.

1. Os problemas associados às atividades económicas representadas nas Figuras 2A e 2B são, entre outros, respetivamente,

(A) a redução da biodiversidade oceânica e o aumento do preço unitário do produto.
(B) a captura exclusiva de espécies selecionadas e o aumento do preço unitário do produto.
(C) a redução da biodiversidade oceânica e o aumento da produção de efluentes.
(D) a captura exclusiva de espécies selecionadas e o aumento da produção de efluentes.

2. A aquicultura contribui para a gestão racional dos recursos piscatórios, uma vez que

(A) permite a preservação dos stocks de espécies piscícolas em perigo de extinção.
(B) garante o abastecimento dos mercados em espécies piscícolas de águas profundas.
(C) assegura o cumprimento das quotas de pesca atribuídas a cada país.
(D) impede a captura de espécies piscícolas por artes de pesca ilegais.

3. A afirmação «o sector das pescas apresenta uma importância estratégica para a Região Autónoma dos Açores» é

(A) falsa, porque a plataforma continental tem uma extensão reduzida e predomina a pesca costeira artesanal.
(B) verdadeira, porque o sector incrementa o desenvolvimento da pesca turística e evita a extinção de espécies.
(C) falsa, porque o tipo de costa não permite a existência de portos de abrigo e os barcos são de pequeno calado. (D) verdadeira, porque o sector contribui para o abastecimento alimentar da região e promove a criação de emprego.

4. O fenómeno do upwelling ao longo da costa ocidental portuguesa deve-se

(A) ao aquecimento das águas, o que facilita a prática de atividades de lazer associadas ao mar.
(B) à ascensão das águas frias, o que contribui para o aumento dos recursos piscícolas.
(C) ao arrefecimento das águas, o que ajuda a preservar a fauna e a flora da plataforma continental.
(D) à subsidência de águas quentes, o que favorece o crescimento rápido de espécies marinhas.

5. Portugal propôs, nas Nações Unidas, o alargamento da área oceânica sob jurisdição nacional para além das 200 milhas náuticas, o que, a concretizar-se, permitirá

(A) aumentar a área de instalação de aerogeradores offshore.
(B) garantir o controlo do tráfego marítimo em águas nacionais.
(C) fomentar o comércio, por via marítima, entre Portugal e os países americanos.
(D) explorar uma maior diversidade de recursos naturais do fundo do oceano.

Questão de Desenvolvimento:

1 – A Figura 4 representa um troço da costa portuguesa na região de Lisboa.

1. Indique duas das características do tipo de costa que a Figura 4 representa.

2. Refira duas das causas do recuo da linha de costa que se tem verificado em alguns troços do litoral português, como o representado na Figura 4.

3. Apresente duas das medidas contempladas em planos de ordenamento da orla costeira que visam a proteção do litoral.

4. Explique a importância de Portugal ter uma estratégia nacional para o mar, tendo em conta os tópicos de referência seguintes:
• a posição geográfica do país;
• as potencialidades económicas do oceano.

Em cada um dos tópicos, a explicação deve focar dois aspetos.

Fonte: IAVE, consultado a 18 de junho de 2017