Exercícios de Preparação para o Exame Nacional de Filosofia: Ação Humana, Determinismo Moderado, Determinismo Radical e Libertismo

Grupo I

1 – Considere as afirmações seguintes.
1. Todas as ações são acontecimentos.
2. Se uma ação tem consequências que o agente não previu, então não é intencional.

É correto afirmar que:

(A) 1 e 2 são verdadeiras.
(B) 1 é falsa e 2 é verdadeira.
(C) 1 e 2 são falsas.
(D) 1 é verdadeira e 2 é falsa.

2 – Considere as afirmações seguintes.
1. Até aos 18 anos, os nossos pais respondem por nós e não somos livres.
2. As nossas escolhas são livres, ainda que estejam submetidas à causalidade natural.
3. As ditaduras caracterizam-se por suprimirem as liberdades fundamentais dos cidadãos.
4. No Universo, tudo está determinado e a liberdade é uma ilusão.

Quais são as afirmações que apresentam respostas ao problema do livre-arbítrio?

(A) 2 e 4.
(B) 1 e 3.
(C) 3 e 4.
(D) 1 e 2.

3 – Em qual das seguintes opções é referida, de forma inequívoca, uma ação?

(A) Um mosquito picou a Mariana.
(B) A Mariana foi picada por um mosquito.
(C) O Rui esqueceu-se de tirar o boné da cabeça.
(D) A professora mandou o Rui tirar o boné.

[…]

Aqui estão apenas as três primeiras questões de exame, no Scribd podem consultar e guardar a ficha completa com todas as questões (sete no total) e as respectivas soluções.

Filosofia 10.º Ano – Rede Conceptual da Ação Humana

– A acção humana – análise e compreensão do agir:
• Rede conceptual da acção humana.

Agente, é o autor da acção. Responde à pergunta ” Quem faz? “.
Motivo, é tudo o que é capaz de mover a vontade a agir, é a razão consciente do agir, tornando a acção intencional compreensível. Responde à pergunta ” Porquê? “.
Intenção, curso da acção que alguém pretende seguir ou como o objectivo que guia a acção. Responde à pergunta ” O Quê? “.
Finalidade, é tudo aquilo que activa, orienta e dirige a acção. Muitas vezes é difícil separar a finalidade do motivo. Responde à pergunta ” Para Quê? “.
Deliberação, é o processo de reflexão e de ponderação que, em princípio, antecede a decisão.
Decisão, consiste na escolha de alternativas possíveis em função de determinadas razões e motivações. Mas nem todas as acções são deliberadas, já que, muitas vezes, não há reflexão prévia ao agir.