Exame Nacional de Geografia 2021 – 2.ª Fase – Energia Renovável, Energia Não Renovável, Central Geotérmica, Mapa Hipsométrico

Exame Nacional de Geografia 2021 – 2.ª Fase – Versão 1
Questão 2

2. A central geotérmica do Pico Alto, na ilha Terceira, entrou em funcionamento em agosto de 2017, estimando-se que, em 2018, tenha providenciado 10% das necessidades de consumo da ilha.
Fonte: A Transição Energética em Portugal e a Contribuição para a Neutralidade Carbónica, Evento Temático do RNC2050, O Roteiro para a Neutralidade Carbónica, Lisboa, 2018, in descarbonizar2050.apambiente.pt (consultado em outubro de 2020). (Texto adaptado)

2.1. Identifique as afirmações verdadeiras, de acordo com a informação da Figura 2.
I.  A concessão da central geotérmica do Pico Alto localiza-se entre os 500 m e os 700 m de altitude.
II. Os afloramentos de água termal ocorrem nas áreas com maior declive.
III. O aproveitamento geotérmico ocorre em todos os afloramentos de águas termais.
IV. As altitudes mais elevadas ocorrem na parte nordeste da ilha.
V. As duas fontes termais mais afastadas distam entre si mais de 15 km.

2.2. O potencial geotérmico de ilhas como a da Terceira, no arquipélago dos Açores, está associado
(A) ao elevado escoamento de águas subterrâneas.
(B) à existência de temperaturas muito elevadas no subsolo.
(C) ao predomínio de um relevo montanhoso.
(D) à ocorrência de sismos de fraca intensidade.

2.3. Considere a afirmação seguinte.
A construção da central geotérmica do Pico Alto vem dar um contributo na transição para uma economia competitiva e de baixo carbono, em Portugal.
Justifique a veracidade da afirmação, apresentando duas razões.

Correcção: Aqui
Fonte: Iave, consultado a 15 de setembro de 2021