Geografia 10.º Ano – Módulo Inicial: A inserção de Portugal em diferentes espaços

Geografia 10.º Ano – Módulo Inicial

A posição geográfica insere Portugal no espaço atlântico do território, cada vez mais vasto, da União
Europeia.

portugal localização na uniao europeia europa mundo

1. Portugal localiza-se nas latitudes médias do hemisfério norte, tendo como limites aproximados
(A) 32°, na Região Autónoma dos Açores, e 6° de latitude oeste, em Portugal Continental.
(B) 30°, na Região Autónoma dos Açores, e 42° de latitude norte, em Portugal Continental.
(C) 32°, na Região Autónoma da Madeira, e 6° de latitude norte, em Portugal Continental.
(D) 30°, na Região Autónoma da Madeira, e 42° de latitude norte, em Portugal Continental.

2. As ilhas assinaladas na Fig. 1, correspondem
(A) a A, à ilha Terceira, e a B, à ilha de Porto Santo, nos Açores e na Madeira, respetivamente.
(B) a A, à ilha de S. Miguel, e a B, à ilha de Porto Santo, nos Açores e na Madeira, respetivamente.
(C) a A, à ilha de S. Miguel, e a B, à ilha da Madeira, nos Açores e na Madeira, respetivamente.
(D) a A, à ilha Terceira e a B, à ilha da Madeira, nos Açores e na Madeira, respetivamente.

3. A União Europeia, cuja primeira designação foi Comunidade Económica Europeia, surgiu em
(A) 1957 pelo Tratado de Roma.
(B) 1992 pelo Tratado de Maastricht.
(C) 1957 pelo Tratado de Amesterdão.
(D) 1962 pelo Tratado de Nice.

4. Portugal apenas aderiu à comunidade em 1986 porque
(A) pertencia a outra associação que lhe garantia uma melhor integração económica e política.
(B) o seu comércio resumia-se às trocas que mantinha com as suas colónias de África.
(C) não queria perder a situação privilegiada que detinha no comércio com as colónias.
(D) não era aceite na Comunidade por manter um regime político democrático.

5. Da Zona Euro fazem parte, entre outros países
(A) Portugal, Espanha, Itália e Polónia.
(B) França, Bélgica, Irlanda e Eslovénia.
(C) Suécia, Finlândia, Holanda e Alemanha.
(D) Áustria, França, Grécia e Reino Unido.

Soluções: Continuar a ler Geografia 10.º Ano – Módulo Inicial: A inserção de Portugal em diferentes espaços

História 10º Ano – A identidade civilizacional da Europa ocidental

Introdução à unidade A identidade civilizacional da Europa ocidental.
– Poderes e crenças – Multiplicidade e unidade
• Com a queda do Império Romano do Ocidente, a Europa entrou no período da Idade Média (de 476 à queda do Império Romano do Oriente, em 1453) e durante este período a Europa nunca mais voltou a ter estabilidade política semelhante à do Império Romano;
• O poder dentro de cada Estado estava fragmentado em unidades:
→ Senhorios;
→ Principados;
→ Comunas;
→ Reinos.
• Por outro lado, a Europa também se encontrava fragmentada em três grandes divisões políticas:
→ Monarquias, a oeste;
→ Império, ao centro;
→ Reinos, a leste.

História 11º Ano – População da Europa nos séculos XVII E XVIII: crises e crescimento

Ideias fundamentais para o capítulo, A evolução demográfica:
População e economia: diminuição da população, economia pré-industrial, crises alimentares;
Modelo demográfico do Antigo Regime: elevada taxa de mortalidade, elevada taxa de natalidade, baixa esperança média de vida;
Século XVII – crises demográficas: as crises demográficas estão relacionados com factores como, fome, guerras, epidemias, colheitas destruídas, preços dos cereais elevados, pobreza, falta de higiene, etc;
Alteração demográfica na segunda metade do século XVIII: regime demográfico moderno (elevada taxa de natalidade, redução da taxa de mortalidade e mortalidade infantil), para tal ocorreram os seguintes factores: inovações agrícolas, progressos na higiene, evolução na medicina, desenvolvimento dos transportes, diminuição do número de guerras, melhoria nas condições climáticas, recuo da peste;
Rejuvenescimento da população;
Thomas Malthus: na sua obra “Ensaio sobre o princípio da população” reflectia as suas preocupações com o crescimento populacional e apontava algumas medidas para reduzir o número dos nascimentos (casamento tardio, abstinência, para evitar catástrofes alimentares do grande crescimento demográfico.

História 12º Ano – A difícil recuperação económica da Europa

Módulo 7 – Crises, embates ideológicos e mutações culturais na primeira metade do século XX
Unidade 1 – As transformações das primeiras décadas do século XX
– Um novo equilíbrio global
• A difícil recuperação económica da Europa

Após a I Guerra Mundial, a Europa ficou destruída a nível de infraestruturas, económico e finaceiro;
– Alterações demográficas: elevadas perdas humanas, diminuição da mão de obra, envelhecimento da população;
– Perdas materiais: destruição de casas, fábricas, minas, vias de comunicação, solos agrícolas devastados;
– Inflação galopante: procura excedia a oferta, racionamento dos bens essenciais, preços aumentam de forma abrupta, governos aumentam a circulação monetária;
Agravamento do défice: dependência dos empréstimos estrangeiros, contração de novos empréstimos;
Loucos Anos 20: período de estabilização económica, controlo dos défices e controlo da inflação e levou a um período (curto) de prosperidade;
Dependência em relação aos Estados Unidos: empréstimos, capitais investidos nos estados europeus, progressos técnicos, desenvolvimento industrial.