Preparação para o Exame Nacional de Geografia: Radiação Solar

1. Classifique, como verdadeira ou falsa conda uma das seguintes afirmações. Corrija as
afirmações consideradas falsas mantendo-as na afirmativa.
a) Sem o efeito de estufa não seria possível o aquecimento da camada inferior da atmosfera nem a manutenção de uma temperatura média mais ou menos constante.
b) Nas regiões localizadas entre os 40º e os 90º de latitude há um défice energético.
c) As vertentes voltadas a norte, em Portugal, têm maior insolação, pois estão mais tempo expostas à radiação solar d, por isso, designam-se por encostas soalheiras.
d) De um modo geral, as regiões do interior apresentam uma amplitude térmica anual superior à que se verifica nas regiões do litoral.

Soluções: Continuar a ler Preparação para o Exame Nacional de Geografia: Radiação Solar

Preparação para o Exame Nacional de Geografia: Módulo Inicial

1. Classifique, como verdadeira ou falsa cada uma das seguintes afirmações. Corrija as afirmações
consideradas falsas mantendo-as na afirmativa.
a) A sua posição geográfica coloca o nosso país na periferia da Europa e do espaço atlântico.
b) Portugal aderiu à União Europeia em 1986, quando esta ainda era designada por CEE.
c) O último tratado da União Europeia foi assinado em 2007, em Lisboa.
d) O maior alargamento da União Europeia, com a adesão de 10 países, deu-se em 2007.
e) Em 2009, o euro era a moeda oficial em apenas 12 Estados-membros da União Europeia.
f) Em 2009, faziam parte do Espaço Schengen 25 países.

Soluções: Continuar a ler Preparação para o Exame Nacional de Geografia: Módulo Inicial

Geografia 10.º Ano – Módulo Inicial: A inserção de Portugal em diferentes espaços

Geografia 10.º Ano – Módulo Inicial

A posição geográfica insere Portugal no espaço atlântico do território, cada vez mais vasto, da União
Europeia.

portugal localização na uniao europeia europa mundo

1. Portugal localiza-se nas latitudes médias do hemisfério norte, tendo como limites aproximados
(A) 32°, na Região Autónoma dos Açores, e 6° de latitude oeste, em Portugal Continental.
(B) 30°, na Região Autónoma dos Açores, e 42° de latitude norte, em Portugal Continental.
(C) 32°, na Região Autónoma da Madeira, e 6° de latitude norte, em Portugal Continental.
(D) 30°, na Região Autónoma da Madeira, e 42° de latitude norte, em Portugal Continental.

2. As ilhas assinaladas na Fig. 1, correspondem
(A) a A, à ilha Terceira, e a B, à ilha de Porto Santo, nos Açores e na Madeira, respetivamente.
(B) a A, à ilha de S. Miguel, e a B, à ilha de Porto Santo, nos Açores e na Madeira, respetivamente.
(C) a A, à ilha de S. Miguel, e a B, à ilha da Madeira, nos Açores e na Madeira, respetivamente.
(D) a A, à ilha Terceira e a B, à ilha da Madeira, nos Açores e na Madeira, respetivamente.

3. A União Europeia, cuja primeira designação foi Comunidade Económica Europeia, surgiu em
(A) 1957 pelo Tratado de Roma.
(B) 1992 pelo Tratado de Maastricht.
(C) 1957 pelo Tratado de Amesterdão.
(D) 1962 pelo Tratado de Nice.

4. Portugal apenas aderiu à comunidade em 1986 porque
(A) pertencia a outra associação que lhe garantia uma melhor integração económica e política.
(B) o seu comércio resumia-se às trocas que mantinha com as suas colónias de África.
(C) não queria perder a situação privilegiada que detinha no comércio com as colónias.
(D) não era aceite na Comunidade por manter um regime político democrático.

5. Da Zona Euro fazem parte, entre outros países
(A) Portugal, Espanha, Itália e Polónia.
(B) França, Bélgica, Irlanda e Eslovénia.
(C) Suécia, Finlândia, Holanda e Alemanha.
(D) Áustria, França, Grécia e Reino Unido.

Soluções: Continuar a ler Geografia 10.º Ano – Módulo Inicial: A inserção de Portugal em diferentes espaços

Geografia 7.º Ano – Os fatores que influenciam a temperatura

A variação da temperatura com os fatores do clima:

– Latitude
• As regiões equatoriais são as mais chuvosas;
• A precipitação diminui à medida que nos deslocamos para as regiões tropicais;
• Nas regiões polares a precipitação é escassa.

– Altitude
• A precipitação é mais abundante na encosta exposta ao vento.

– Continentalidade e proximidade do mar
• Regiões próximas do mar apresentam mais humidade e por isso maior precipitação.

– Correntes Marítimas
•As correntes marítimas são deslocamentos horizontais e verticais de grandes extensões das águas oceânicas.
•Dependendo do lugar de origem, podem ser: quentes, se forem provenientes das regiões equatoriais e tropicais; frias, se provenientes das regiões polares;
Assim, se as correntes marítimas forem quentes, a temperatura dos lugares situados no litoral por onde passam vai ser mais elevada. Pelo contrario, se forem frias, a temperatura das áreas litorais vai ser menor.

– Relevo

• À medida que a altitude aumenta a temperatura diminui.
• A diminuição da temperatura em altitude deve-se:
•• à maior rarefação do ar, isto é, à menor concentração de gases e de partículas sólidas e líquidas no ar, diminuindo, então, a absorção de radiação solar; à menor influência da radiação terrestre, pois um lugar de maior altitude está menos próximo desta fonte de calor.
• As vertentes que estão expostas a sul são designadas soalheiras e, por isso, mais quentes.

Geografia 7.º Ano – Fatores do Clima

Fatores climáticos
• Latitude;
• Continentalidade/ Proximidade do mar;
• Altitude;
• Orientação das vertentes;
• Correntes marítimas.

Geografia 7.º Ano – Elementos do Clima

Os elementos do clima são:
• Temperatura;
• Humidade;
• Nebulosidade;
• Precipitação;
• Pressão atmosférica;
• Vento;
• Insolação.

Geografia 7.º Ano – Texto de Apoio: Estado do Tempo e Clima

O estado do tempo que se faz sentir numa localidade durante a manhã pode ser diferente do registado durante a tarde; do mesmo modo que o estado do tempo durante a manhã no centro de Portugal Continental pode ser completamente diferente do registado no norte ou no sul do país, bem como nos arquipélagos da Madeira e dos Açores.
Deste modo, o estado do tempo varia de momento para momento e de lugar para lugar. É, pois, mutável.
Quando numa região se verifica que ano após ano as características do estado do tempo se repetem de forma relativamente idêntica, por exemplo, que os invernos são frios e chuvosos e os verões quentes e secos, estamos a falar de clima.
Assim, por exemplo, o clima mediterrâneo possui um verão quente e praticamente sem chuva, dado que a maioria dos estados do tempo analisados para o estudo deste tipo de clima apresentam estas características.

Fonte: Porto Editora

Geografia 7.º Ano – Estado do Tempo e Clima

Frequentemente, utilizam-se os conceitos de estado do tempo e clima como sinónimos. No entanto, estes conceitos são bem distintos e a sua diferenciação está relacionada com o período de tempo que se tem em consideração na sua análise.

Estado de tempo e clima são noções diferentes:

Estado do tempo, estado da atmosfera, num determinado lugar e num curto período de tempo, resultante da conjugação de vários elementos do clima.

Clima, comportamento médio dos elementos climáticos durante, pelo menos, 30 anos.

Geografia 7.º Ano – Coordenadas geográficas: Longitude

Longitude é a distância angular medida do meridiano de Greenwich ao meridiano do lugar. Varia entre 0º e 180º este ou oeste.
Os lugares situados no meridiano de Greenwich têm longitude de 0º, enquanto que aqueles que estão no meridiano oposto têm 180º de longitude.


Figura 1 – Longitude do lugar.

Fonte: Manual do 7.º ano, Porto Editora.

Geografia 7.º Ano – Coordenadas geográficas: Latitude

Latitude é a distância angular medida do Equador ao paralelo do lugar. Varia entre 0º e 90º norte e sul.
Os pólos são os lugares de latitude máxima, com 90º, enquanto que os lugares que estão sobre o equador têm 0º de latitude.


Figura 1 – Latitude

Fonte: Manual 7.º ano, Porto Editora.