Geografia 10.º Ano – Os recursos dos subsolo português “O petróleo do fundo do mar português”

Leia atentamente o texto seguinte.

O petróleo do fundo do mar português.
Os dados científicos indicam que terão sido geradas quantidades significativas de petróleo nas bacias Lusitânica e Porto, como mostram as numerosas manifestações superficiais e indícios encontrados em sondagens. Na bacia do Algarve, os indícios de petróleo encontrado são menos significativos, apesar de, em duas das cinco sondagens perfuradas até hoje, terem sido detetados indícios de gás natural. Quanto à bacia do Alentejo e às restantes cinco bacias exteriores (no deep-offshore), nada pode ser afirmado perentoriamente, uma vez que nunca foram perfuradas, embora existam razoes para acreditar na existência de um sistema petrolífero nestas bacias.
Fonte: CORREIA, Armando J. D. – O Mar no Século XXI, FEDRAVE, 2010 (adaptado)

1. Justifique a importância da eventual existência de petróleo em território nacional.
2. Aponte dois fatores que possam vir a condicionar a sua exploração futura.
3. Identifique alguns dos riscos associados à exploração deste recurso, referindo:
– riscos ambientais;
– riscos relacionados com o objetivo da Política Energética Nacional de reforçar a diversificação das fontes primárias de energia.

Geografia 10º Ano – Os recursos do subsolo

Conceitos fundamentais da Unidade 2 “Os recursos do subsolo”:

As áreas de exploração dos recursos minerais: maciço antigo, orlas sedimentares (ocidental e meridional), bacias do Tejo e do Sado;
Minerais metálicos: cobre (Neves-Corvo, Aljustrel) , volfrâmio (Panasqueira), ferro, estanho;
Minerais não metálicos: sal-gema (Leiria, Lisboa, Faro), quartzo e Feldspato (Norte, Centro, Alentejo),caulino (litoral Norte);
Rochas industriais: areias, calcário, argilas (um pouco por todo o país);
Rochas ornamentais: mármore (Borba – Estremoz – Vila Viçosa), granito (Portalegre, Évora);
Águas minerais: naturais, gaseificadas ou não, ricas em sais minerais, propriedades terapêuticas (Vila Real, Viseu, Braga);
Águas de nascente: consumo diário, sem qualidades terapêuticas (Norte, Centro);
Águas termais; fins terapêuticos, estâncias termais, turismo termal (Norte, Centro);
A exploração e distribuição dos recursos energéticos: carvão, petróleo, gás natural, urânio,energia geotérmica;
Os problemas na exploração dos recursos do subsolo: custos de exploração,fraca acessibilidade, qualidade do minério, dimensão das empresas, indústria transformadora a jusante da extracção, novos produtos, dependência externa, impactes ambientais;
Novas perspectivas de exploração e utilização dos recursos do subsolo: redimensionamento das empresas, desenvolvimento da indústria transformadora, requalificação ambiental, investir nos subsectores com maior potencial, recursos renováveis, eficiência energética.