Preparação para o Exame Nacional de Geografia: População

1. Classifique, como verdadeira ou falsa cada uma das seguintes afirmações. Corrija as afirmações
consideradas falsas mantendo-as na afirmativa.
a) A década de 60 caracterizou-se por um crescimento efetivo francamente positivo.
b) O declínio da fecundidade é uma das principais causas do envelhecimento demográfico.
c) O incremento da imigração permitiu o aumento da taxa de crescimento natural nos anos 90.
d) As regiões com maior envelhecimento demográfico são o Norte e o Algarve.
e) O setor terciário é o mais importante em todo o país, ocupando mais de metade da população ativa.
f) A evolução dos índices de dependência evidencia claramente o envelhecimento demográfico.

Soluções: Continuar a ler Preparação para o Exame Nacional de Geografia: População

Geografia 10.º Ano – Ficha de Trabalho: A evolução da população na 2ª metade do século XX

Ficha de Trabalho: A Evolução da População na 2ª Metade do Século XX – Taxa de Crescimento Natural, Taxa de Crescimento Migratório e Taxa de Crescimento Efetivo.

Observe atentamente o gráfico no qual estão representadas as taxas de crescimento natural, migratório e efetivo, por NUTs II, em 2011.

1. Distinga taxa de crescimento natural de taxa de crescimento efetivo.
2. Caracterize a situação de Portugal quanto aos três indicadores apresentados no gráfico.
3. Justifique o comportamento da NUT Alentejo relativamente à taxa de crescimento natural.
4. Explique o comportamento da NUT Algarve relativamente à taxa de crescimento migratório.

Soluções:
1. Taxa de crescimento natural corresponde à diferença entre a taxa de natalidade e a taxa de
mortalidade numa dada área e num determinado período de tempo (normalmente um ano); taxa de
crescimento efetivo é a relação entre o crescimento efetivo e a população total.
2. Os três indicadores representados no gráfico mostram um decréscimo da população residente, na
medida em que, todos eles, apresentam valores negativos.
3. A NUT Alentejo apresenta uma taxa de crescimento natural negativa (-5,3%) o que se justifica pelo
facto de possuir uma população muito envelhecida.
4. A NUT Algarve possui uma taxa de crescimento migratório positiva o que se justifica pelo facto de ser
uma região com capacidade de atração a nível de emprego no turismo e de fixação de população
reformada oriunda dos países do norte da Europa.

Geografia 10.º Ano – Perguntas de Exames Nacionais: A População

A população, utilizadora de recursos e organizadora de espaços
As estruturas e comportamentos sociodemográficos – Estrutura Etária

Grupo de escolha múltipla

As Figuras 1A e 1B representam, respetivamente, a estrutura etária da população portuguesa em 2010 e a projeção da estrutura etária para 2030.

1. A análise comparativa das pirâmides etárias de 2010 e de 2030 permite concluir que:

(A) a taxa de mortalidade infantil vai aumentar, porque o número de indivíduos dos 0 aos 4 anos diminui.
(B) a taxa de emigração vai aumentar, porque o número de indivíduos em idade ativa diminui.
(C) o índice de dependência de idosos vai aumentar, porque a relação entre os indivíduos com 65 e mais anos e os indivíduos dos 0 aos 14 anos aumenta.
(D) o índice de envelhecimento vai aumentar, porque a relação entre os indivíduos com 65 e mais anos e os indivíduos dos 0 aos 14 anos aumenta.

2. Os indivíduos que, em 2030, farão parte da classe com maior número de efetivos tinham, em 2010,

(A) 5-9 anos.
(B) 25-29 anos.
(C) 30-34 anos.
(D) 35-39 anos.

3. A elaboração de projeções nacionais para o comportamento demográfico permite

(A) fundamentar as decisões sobre o tipo de políticas demográficas a adotar.
(B) corrigir as assimetrias regionais na distribuição da população portuguesa.
(C) inverter, a curto prazo, as tendências demográficas negativas para o país.
(D) prever a dimensão dos fluxos migratórios nas próximas décadas.

4. A afirmação «foi entre 1981 e 1985 que, de acordo com a informação da Figura 1A, se registou a inflexão no comportamento da natalidade» é:

(A) verdadeira, porque o número de indivíduos que nasceram neste período diminuiu relativamente ao número dos que nasceram entre 1976 e 1980.
(B) verdadeira, porque entre 1981 e 1985 houve um forte fluxo migratório para os países do continente europeu, o que levou à redução da taxa de natalidade.
(C) falsa, porque as alterações na natalidade, em Portugal, têm ocorrido muito lentamente, não sendo visíveis numa pirâmide.
(D) falsa, porque a partir de uma pirâmide de idades não é possível tirar conclusões sobre o comportamento da natalidade ao longo do tempo.

5. A confirmarem-se as projeções demográficas elaboradas para 2030, Portugal vai necessitar de

(A) construir mais escolas do ensino básico e do ensino secundário.
(B) proceder ao encerramento de hospitais nas áreas urbanas.
(C) investir em serviços de medicina geriátrica e de cuidados paliativos.
(D) alargar a rede de centros de atividades de tempos livres para crianças.

Geografia 10º Ano – A população, utilizadora de recursos e organizadora de espaços

Conceitos essenciais para a Unidade 1 “A população, utilizadora de recursos e organizadora de espaços”:

– Evolução da população portuguesa desde os anos 50 do século XX até aos nossos dias;
– Taxa de natalidade, taxa de mortalidade, taxa de mortalidade infantil, crescimento natural, taxa de fecundidade, índice sintético de fecundidade, índice de renovação de gerações, emigração, imigração, saldo migratório, crescimento efectivo;
– Estrutura etária: pirâmides etárias, esperança média de vida;
– Índice de envelhecimento, índice de dependência de idosos, índice de dependência de jovens, índice de dependência total;
– Estrutura da população activa: população activa, população inactiva, taxa de actividade, sectores de actividade, nível de instrução e qualificação profissional;
– Os principais problemas sociodemográficos: envelhecimento demográfico, declínio da fecundidade, baixo nível de instrução e de qualificação profissional. precariedade laboral;
– Distribuição da população portuguesa: litoralização, bipolarização, densidade populacional, êxodo rural, êxodo urbano.