Geografia – Exercícios de Preparação para o Exame Nacional: A população, como se movimenta e comunica

Grupo I

Leia atentamente o texto que se segue.

1. A Europa apresenta um Índice de Desenvolvimento das TIC (IDI)

(A) insuficiente.
(B) ainda fraco, mas com taxas de crescimento muito rápidas.
(C) razoável.
(D) elevado, com vários países a ocuparem lugares cimeiros no ranking mundial.

2. A Agenda Digital para a Europa constitui uma das sete iniciativas emblemáticas ao abrigo da

(A) Estratégia Europa 2020.
(B) Estratégia de Lisboa.
(C) Rede Ciência, Tecnologia e Sociedade (RCTS).
(D) STAR – Ação Especial no Campo das Tecnologias para o Desenvolvimento Regional.

3. Podemos considerar que o decisivo marco que o Governo português fez na dinamização de uma sociedade da informação e do conhecimento

(A) foi o arranque para o QCA I.
(B) foi o arranque para o QCA II.
(C) foi o arranque para o QCA III.
(D) foi o arranque do QREN (Quadro Comunitário de Apoio 2007-2013).

[…]

Aqui estão apenas as três primeiras questões de preparação para o exame, no Scribd podem consultar e guardar a ficha completa com todas as questões (oito no total) e as respectivas soluções.

Geografia 11.º Ano – Transportes: Aeroporto do Montijo.

7 grandes números do novo aeroporto no Montijo
Com a “luz verde” da Agência Portuguesa do Ambiente, o novo aeroporto do Montijo tem tudo pronto para avançar. Conheça sete grandes números deste projeto.

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) disse “OK” à reconversão da Base Aérea n.º 6 num novo aeroporto comercial no Montijo, que deverá complementar a capacidade do atual Aeroporto Humberto Delgado. Era o último passo visto como crucial para a obra arrancar. Conheça sete grandes números do projeto.

2022
Estima-se que o novo aeroporto do Montijo comece a operar em 2022, segundo o acordo fechado entre o Governo e a ANA – Aeroportos de Portugal, que é controlada pelos franceses da Vinci. A intenção passa pela reconversão da atual base aérea num aeroporto comercial, para complementar o aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

1,3 mil milhões de euros
É o montante total que a ANA se comprometeu a investir até 2028 no novo aeroporto do Montijo. O valor inclui não só a reconversão da base onde atualmente está instalada a Força Aérea como também a expansão do atual aeroporto de Lisboa.

Notícia completa: 7 grandes números do novo aeroporto no Montijo
Fonte: Eco, consultado a 23 de fevereiro de 2020.

Preparação para o Exame Nacional de Geografia: Transportes

1. Classifique, como verdadeira ou falsa cada uma das seguintes afirmações. Corrija as afirmações
consideradas falsas mantendo-as na afirmativa.
a) Os transportes e as comunicações constituem ramos de atividade económica de grande importância, além de servirem de suporte às restantes atividades económicas.
b) No território continental, verifica-se um claro predomínio da utilização do transporte ferroviário, tanto no tráfego de passageiros como de mercadorias.
c) A rede ferroviária complementar identifica-se com os eixos de maior procura e com as principais acessibilidades às plataformas logísticas, portos, aeroportos e fronteiras.
d) Foram definidos corredores de trafego rodoviário e ferroviário, que incluem 62% da extensão total das autoestradas do Continente e asseguram a ligação dos principais portos e aeroportos a Espanha.
e) As ilhas de cada uma das Regiões Autónomas encontram-se conectadas entre si por cabos submarinos de fibra ótica.

Soluções: Continuar a ler Preparação para o Exame Nacional de Geografia: Transportes

Geografia 11.º Ano – A Inserção nas Redes Transeuropeias

– A população, como se movimenta e comunica
• A inserção nas redes transeuropeias

Politica Comum de Transportes (PCT) prevê a implementação de um conjunto de medidas que se encontram no Livro Branco e que assentam, nas seguintes orientações:
• Revitalizar o caminho de ferro;
• Reforçar a qualidade dos transporte rodoviário;
• Promover o maior uso do transporte marítimo e fluvial;
• Criar a Rede Transeuropeia de Transporte;
• Promover o transporte multimodal;
• Reforçar a segurança rodoviária;
• (…)

Um dos principais objetivos da PCT é a criação de uma Rede Transeuropeia que:
• Integre as redes dos transportes ferroviários, rodoviário, aéreos, marítimos;
• Articule as várias redes que a constituem e que eliminem os estrangulamentos existentes;
• Criação de um espaço sem fronteiras;
• Melhorar as ligações entre as regiões mais periféricas e as regiões centrais.
• Rede Rodoviária, interconexão com outros modos de transporte;
• Transporte Ferroviário, criação da rede de alta velocidade;
• Transporte Aéreo, controlo da navegação aérea;
• Transporte Marítimo, criação das “autoestradas do mar”.

Mapa 1 – Rede Transeuropeia de Transportes

Fonte: IMTT, consultado a 18 de fevereiro de 2017

Mapa 2 – Rede Transeuropeia de Transportes – Península Ibérica

Fonte: IMTT, consultado a 18 de fevereiro de 2017

Geografia – Os transportes e a organização do espaço urbano

3.2 – As áreas urbanas: dinâmicas internas
Os transportes e a organização do espaço urbano

– A tendência para o aumento da taxa de urbanização e o consequente despovoamento das áreas rurais, é, em parte, resultado da evolução dos transportes.
A organização interna das cidades pode ser alterada devido à criação de novas acessibilidades.
Os transportes, e outros factores, levaram ao crescimento dos subúrbios e ao despovoamento dos centros das cidades.
A renda locativa (preço do solo) aumenta consoante o número de acessibilidades (vias de comunicação e rede de transportes públicos).
Com a criação de novas vias de comunicação surge a especulação fundiária, ou seja, a sobrevalorização do preço do solo.